Elementos analisados em rotina normalmente e outros sob consultas.


foto-sala_limpa

Sala Limpa com pressão positiva

Outro diferencial do laboratório Biominerais é que todos os equipamentos estão instalados em salas limpas com pressão positiva.

O que é sala limpa?
Sala limpa com pressão positiva é um ambiente pressurizado com ar filtrado (filtros absolutos EPA 99,9 filtrado) e sendo reciclado 24 horas por dia.
Com isso, leituras e preparos de amostras onde investiga-se concentrações baixas ppb (partes por bilhão = µg/l ) se faz necessário, principalmente quando a concentração de um elemento a ser investigado é baixa.

sala-limpa_miniatura01 sala-limpa_miniatura02 sala-limpa_miniatura03

foto-espectrometria-de-absorcao-atomica-com-forno-de-grafite

Espectrometria de Absorção Atômica com Forno de Grafite (GFAAS)

A espectrometria de absorção atômica, seja em chama (FAAS) ou em atomizador eletrotérmico (forno de grafite GFAAS), é amplamente utilizada em análises de rotina em função de vários fatores: alta especificidade, sensibilidade, robustez, baixos limites de detecção para vários elementos em diferentes amostras e baixo custo relativo.

O desenvolvimento da espectrometria de absorção atômica, embora monoelementar, revolucionou o campo da química analítica na década de 50, com o primeiro protótipo de absorção atômica em chama (obtida a partir de uma mistura de gases combustível e comburente) proposto por Alan Walsh. Boris L’vov, em 1959, propõe um tubo de grafite como atomizador no lugar da chama.

foto-espectrometria-de-absorcao-atomica-com-forno-de-grafite_miniatura

Espectrometria de Emissão Atômica por Plasma Acoplado Individualmente ICP-AES

ICP-AES (Inductively Coupled Plasma – Atomic Emission Spectrometry), em português Espectrometria de Emissão Atômica por Plasma Acoplado Indutivamente, é uma técnica de análise quimica instrumental que faz uso de uma fonte de excitação de plasma de argônio à alta temperatura (7.000 – 10.000 K) para produzir, em uma amostra introduzida sob forma de neblina no centro do plasma, átomos excitados que emitem radiação em comprimentos de onda na faixa de 125 a 950 nm, característicos dos elementos nela presentes.
As radiações emitidas, após conveniente separação de seus comprimentos de onda por sistemas ópticos, têm suas intensidades respectivas medidas por meios de detectores de radiação específicos (foto multiplicadoras -PMT- ou detectores de estádo sólido – CCD ou CID) e correlacionadas às concentrações correspondentes através de curvas de calibração obtidas pela medição prévia de Padrões Certificados de Referência (CRM -Certificate Reference Material).
Essa técnica é também conhecida como ICP-OES (Inductively Coupled Plasma Optical Emission Spectrometry), em portugês, Espectrometria de Emissão Óptica por Plasma Acoplado Indutivamente.

foto-espectrometria-de-emissao-atomica foto-espectrometria-de-emissao-atomica2

foto-digestoes-fornos-micro-ondas

Digestões em Fornos de Micro Ondas

Este é um processo que realmente é um grande diferencial ao se digerir uma amostra, pois toda amostra sólida, pastosa ou líquida deverá ser totalmente dissolvida em meio ácido sem que se perca qualquer mineral no processo, ou seja, todos os elementos presentes na substância permanecerão em suas mesmas concentrações no frasco.

foto-digestoes-fornos-micro-ondas02

ICP-MS

A espectrometria de massa é um método para identificar os diferentes átomos que compõe uma substância. Um espectrômetro de massa bombardeia uma substância com elétrons para produzir íons, ou átomos eletricamente carregados. Os íons atravessam um campo magnético que curva suas trajetórias de modos diferentes, dependendo de suas massas. O campo separa os íons em um padrão chamado espectro de massa. A massa e a carga dos íons podem ser medidas por sua posição no espectro. Os cientistas identificam assim os elementos e isótopos presentes na amostra.

Francis Aston foi quem inventou o espectrômetro de massa, em 1919.

Abaixo relacionamos duas tabelas para que os usuários de nossos serviços possam ter uma ideia do grau de sensibilidade de cada técnica analítica empregada em nosso laboratório.

 

foto-05-equipamentos foto-04-equipamentos